Sigla para Sistema Financeiro da Habitação, o principal programa de financiamento habitacional do país.

Pelo SFH, que é regulado pelo Governo Federal, é possível financiar a casa própria no valor de até R$ 1,5 milhão com juros menores que as taxas de mercado em todo o país – máximo de 12% ao ano.

É o programa que permite o uso de recursos do FGTS e da Poupança e é onde estão inseridas iniciativas como o “Minha Casa Verde e Amarela”.

Pelo SFH, o contratante do crédito só pode comprometer 30% de sua renda bruta, com as parcelas mensais.

É o Sistema Financeiro Imobiliário, que engloba os outros tipos de financiamentos imobiliários que não se enquadram nas regras mais rígidas do SFH.

Tem suas condições de financiamento definidas pelos próprios agentes financeiros e, por conta disso, não tem obrigatoriedades como valor máximo do imóvel, comprometimento de renda e mesmo com limite de juros.

É a instituição financeira com a qual é feito um financiamento imobiliário.

Ela pode ser pública ou privada e, obrigatoriamente, deve ter a autorização do Banco Central pra operar com concessão de crédito.

Trabalhamos com instituições parceiras e, caso seja de preferência do cliente, Caixa e Banco do Brasil.

A carta de crédito é um documento representativo do valor disponível, para a aquisição de um imóvel residencial urbano.

Com o documento em mãos, que na verdade representa um empréstimo de uma instituição financeira, você pode usar o crédito na compra da sua casa própria.

Quando um imóvel é comprado por meio de financiamento ou de forma parcelada, ele fica “alienado”, como garantia pelo pagamento dessa dívida.

A alienação significa que o devedor, ou seja, a pessoa que está comprando, tem a posse direta do imóvel e o direito de uso. E, ao mesmo tempo, o credor tem uma posse indireta do bem.

Quando a dívida é quitada, o comprador, enfim, passa a ter a posse definitiva do imóvel.

A análise de crédito é uma forma de evitar o acúmulo de um débito que você não pode pagar.
A empresa que realiza essa análise busca identificar sua capacidade financeira de amortizar o débito e se a empresa consegue oferecer a quantia solicitada.
Geralmente, há um valor mínimo e máximo para pedir empréstimo, e isso varia de acordo com a politica de cada instituição.

Sim! Os recursos do FGTS podem ser utilizados para:

  • Pagamento parcial das prestações do financiamento;
  • Amortização ou liquidação do saldo devedor do financiamento.
  • Utilizar o FGTS para dar como entrada na compra do imóvel e financiar o saldo devedor.

Segundo a Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (ABECIP), o período médio para autorização e liberação do financiamento nos bancos é de 40 dias, porém alguns bancos podem atingir até 3 meses em casos de complicações nas etapas.

No Brasil, os 3 tipos de financiamento imobiliário mais utilizados são:

  • Sistema de Amortização Crescente (Sacre)

Esse sistema altera o valor das parcelas ao longo da quitação, são crescentes ao longo do tempo mas somente até certo ponto, (Aproximadamente a metade do período total), a partir disso começam a diminuir.

  • Sistema de Amortização Constante (SAC)

Este sistema mantém o valor amortizado mensal constante ao longo de toda a quitação do financiamento, no entanto, os juros são cobrados de forma decrescente ao longo do prazo de pagamento. As primeiras prestações possuem os maiores valores, sendo a última a mais barata de toda a dívida.

  • Tabela Price

Também conhecida como sistema francês de amortização, é a única forma de quitar o financiamento imobiliário mantendo as prestações sempre no mesmo valor. Como Como o saldo devedor diminui a cada mês, os juros cobrados também vão, assim, diminuindo. Porém, como no Sistema Price o valor das parcelas são fixas, o que aumenta a cada mês é o valor da amortização.

Quando o financiamento de imóvel é aprovado, o banco transfere o valor aprovado do financiamento ao vendedor do imóvel, o qual pode ser a quantia total do imóvel ou somente uma porcentagem de seu valor. O financiamento de imóvel é uma ótima solução para quem quer deixar de pagar aluguel mas não tem o montante total para comprar o imóvel à vista.Após isso, a você pagará mensalmente as parcelas ao banco por um determinado período para quitar o crédito cedido pelo banco. Mas desde já poderá usufruir do bem financiado. E ao final do pagamento do financiamento o banco libera o bem para você.